Ponto Final

Pendências financeiras

As contas de campanha de 2018 do ex-governador Pedro Taques, quando tentou a reeleição, foram reprovadas, na sessão de hoje, do TRE. O relator o juiz Sebastião Monteiro apontou que não houve regularização de dívidas da campanha, mais de R$ 2,2 milhões que correspondem a 46,65% dos valores gastos na campanha, que foram de R$ 4, 8 milhões. O tribunal concluiu que houve falta de regularização correta de dívidas, de R$ 1,4 milhão, que teria sido assumido pelo Diretório Nacional do PSDB, sigla em que Taques estava filiado. Taques pode recorrer.

Só Notícias