Ponto Final

‘Não podia dar em outra coisa’

O governador Mauro Mendes comentou, hoje, as denúncias contra o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), afastado do cargo pela Justiça, semana passada, após operação feita pelo Ministério Público e Polícia Civil, que investigam irregularidades nas nomeações de mais de 250 aliados políticos como servidores na secretaria de Saúde. “Eu acho que toda a denúncia tem que ser apurada. E o Emanuel vinha aí em uma sequência de sete secretários afastados por corrupção. Quer dizer, não podia dar em outra coisa. Ou ele era um grande incompetente ou um grande comandante”, disparou o governador. “Espero que isso possa se resolver rapidamente e que os culpados possam ser penalizados na forma da lei. Isso cabe ao Ministério Público e à Justiça tomar essas decisões. Não tenho elementos e, como governador, não posso nem defender nada, pois isso está em um processo, judicializado, e eu não conheço os elementos desse processo” disse o governador

Só Notícias