Ponto Final

MP quer cassação de Dilmar

O Ministério Público do Estado enviou para a justiça a ação penal contra 19 pessoas acusadas de envolvimento na chamada operação Rota Final, dentre eles o deputado estadual Dilmar Dal Bosco e o ex-deputado Pedro Satélite e o ex-governador Silval Barbosa, acusados de “ impedir a implantação do novo Sistema de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de Passageiros do Estado”, de “inviabilizar a concorrência pública” e sem ela “as empresas ligadas aos envolvidos prosseguiriam a explorar, em caráter precário, inúmeras linhas de transporte intermunicipal (ônibus), mantendo, dessa forma, o domínio econômico do setor, conforme vinha ocorrendo há várias décadas e garantindo lucros exorbitantes em detrimento da adequada prestação do serviço”. Consta na acusação que os integrantes da grêmio delituoso, dentre outras ações por eles empreendidas, compraram um decreto estadual que buscou prorrogar até 2031 as concessões precárias O MP requer que, ao final do processo, seja decretada a perda do cargo, função pública e mandato eletivo eventualmente ocupado pelos denunciados. Existe, ainda, mais dois envolvidos que, em vista da legislação em vigor, poderão ser beneficiados com acordos de não persecução penal que estão sendo entabulados.  As investigações demonstraram que o empresário Éder Augusto Pinheiro que inclusive, teve sua prisão preventiva decretada e se encontra foragido há mais de dois meses, liderava o grupo, acusa o MP.

Só Notícias