Ponto Final

Mauro rebate Botelho

Mauro Mendes rebateu e criticou o presidente da Assembleia, Eduardo Botelho, após ele atacar o governo por conta do veto ao pagamento de salários de professores interinos, que não estão trabalhando por conta da suspensão das aulas na rede estadual, desde março. Assembleia derrubou o veto do governo ao projeto para pagar auxílio R$ 1,1 mil aos interinos e Botelho criticou o governo com ameaça que está começando a “olhá-lo com outros olhos” por ter vetado o projeto. “É natural que o legislativo faça essas críticas porque eles não têm a responsabilidade de conduzir o caixa e as necessidades do Estado. Eu tenho essa responsabilidade e vou agir de acordo com essa responsabilidade. Temos mais de 60 mil professores contratados qual o critério para mim fazer esse pagamento ? Vou pagar 60 mil sem ter prestação de serviços ?”. “Vou pagar quem ? Não vou precisar de todos eles?”, rebateu o governador.  “Gostaria muito de dar um auxílio aos professores, mas eu não vi mecanismo de dar auxílio por conta de um trabalho que não vai ser prestado, eu fazer um adiantamento e depois esse professor não prestar serviço para o Estado”. E concluiu: “Seria um bom começo a Assembleia abrir mão do orçamento dela para gente pagar essa conta”, cobrou Mauro.

Só Notícias