Ponto Final

“Isso me incomoda”…

O deputado Lúdio Cabral (PT) criticou a interferência do prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), nas articulações Federação Brasil da Esperança (PT, PV e PC do B) para definir candidaturas ao governo do Estado e Senado. “Isso me incomoda. Por que o Emanuel fica falando em nome da federação sendo que ele não está filiado a nenhum partido que integra o grupo? Ele é do MDB que apoia o Mauro Mendes, do MDB que não está no nosso palanque nacional. Não pode ser alguém que não é da federação, ficar falando em nome da federação”, disse durante entrevista ao vídeo cast Sem Moage. Nas últimas semanas, Emanuel tem feito diálogos intensos com o grupo que busca fortalecer a candidatura do ex-presidente Lula e dentro da federação, o prefeito tem sido um dos principais interlocutores na construção de um projeto de oposição à reeleição do governador, seu principal desafeto político. Emanuel se aproximou do deputado federal Neri Geller (PP), que estava na base governista, com acordo da primeira-dama, Márcia Pinheiro, ser primeira suplente na chapa que disputará o Senado. Nos últimos dias, a articulação passou a ser para ela ser candidata ao governo após não evoluírem articulações para o ex-prefeito Percival Muniz (Rondonópolis) e a ex-reitora Maria Lúcia encabeçarem chapa disputando o governo.

Só Notícias