Ponto Final

Fim da calamidade

O governador Mauro Mendes não pretende renovar o decreto de estado de calamidade financeira, que foi instaurado em janeiro e prorrogado em julho. “Provavelmente não será prorrogado porque as coisas melhoraram e evoluíram muito em função de todas as decisões que foram tomadas em janeiro, com a aprovação de várias medidas pela Assembleia Legislativa. E isso deu um norte pra essa gestão”, disse o secretário da Casa Civil, Mauro Carvalho. Desde janeiro o governo tomou medidas austeras, reduziu consideravelmente o déficit e tomou medidas para aumentar a arrecadação.

Só Notícias