Ponto Final

Eleição ao Senado em novembro

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Gilberto Giraldelli, defendeu que a eleição suplementar para senador ( para mandato deixado por Selma Arruda, que foi cassada) seja dia 15 de novembro, em Mato Grosso, quando os eleitores também votarão para prefeito e vereador. A principal justificativa do presidente é a economiza de R$ 11 milhõs para os cofres públicos – projeção que custaria para fazer eleição em outra data (a previsão era abril mas por causa da pandemia foi adiada). A decisão caberá ao TSE. Até ser realizada a eleição, Carlos Fávaro continuará exercendo mandato no Senado.

Só Notícias