Ponto Final

Economia em obra estadual

O promotor de Justiça da Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa, Mauro Zaque de Jesus, mandou arquivar o inquérito civil que apurava possíveis ilegalidades em licitação realizada pela secretaria estadual de Infraestrutura, ao reconhecer a economia somada de R$ 218,8 milhões em todos os procedimentos licitatórios feitos pela gestão de Mauro Mendes.  “Se o órgão do Ministério Público, esgotadas todas as diligências, se convencer da inexistência de fundamento para a propositura da ação civil, promoverá o arquivamento dos autos do inquérito civil ou das peças informativas, fazendo-o fundamentadamente”, disse o promotor, em portaria. O inquérito apurava suposta irregularidade na contratação de uma empresa para fazer as obras de pavimentação da MT-220, uma vez que a administração pública se utilizou do modelo regime diferenciado de contratações públicas para contratar a obra.

Só Notícias