Ponto Final

Diz muitas verdades

O governador Mauro Mendes evitou polemizar com o presidente Jair Bolsonaro que responsabilizou ONGs por supostamente estarem envolvidas em focos de queimadas. “Seguramente é possivelmente que tenham pessoas por trás dessas ações porque o fogo não começa de maneira espontânea. Mas se essas pessoas são cidadãos comuns, se são produtores, se estão ligados a ONGs é uma investigação que poderá levar a este resultado e o presidente, ao fazer esta afirmação ele pode ou não ter informações”, disse Mauro. “Ele é o nosso presidente, foi eleito democraticamente, tem sua dinâmica própria, diz muitas verdades de forma objetiva, é muito peculiar dele e não cabe a mim aqui fazer esse julgamento. Eu tenho minha forma de conduzir e temos que respeitar ele”. O governador concluiu dizendo não acreditar que determinados focos de queimadas estejam sendo causados intencionalmente para prejudicar a imagem do país no exterior. “Se alguém está fazendo isso, além de um crime ambiental é um crime contra o país. É ruim sob todos aspectos. E se alguém está fazendo isso merece pena muito forte porque está jogando contra o país”, declarou o governador, ao lado do ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, que veio acompanhar a operação Abafa Amazônia no Estado.

Só Notícias