Ponto Final

Diploma cassado

O Tribunal Regional Eleitoral manteve, hoje, por unanimidade, a cassação do diploma eleitoral do deputado estadual Carlos Avallone (PSDB) por caixa 2 e abuso de poder econômico. Os magistrados rejeitaram os embargos de declaração e mantiveram o acórdão que cassou o parlamentar, em dezembro passado. A corte acatou apenas um item do recurso, retirando apenas o depoimento atribuído ao coordenador de campanha de Avallone, Luiz da Guia. O relator do caso considerou que Avalone declarou gasto de R$ 996 mil na campanha, apenas R$ 4 a menos do limite máximo de gastos, que é de R$ 1 milhão. Porém, ao somar a este valor aos R$ 89,9 mil fica comprovada a extrapolação do teto. Ele permanece no mandato até o julgamento do recurso a ser apreciado pelo TSE.

Só Notícias