Ponto Final

De volta

O desembargador Luiz Ferreira, do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, revogou sua decisão e autorizou o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) reassumir o cargo. Muito desgastado, Emanuel ficou mais de dois meses afastado por nomeações ilegais de servidores temporários na secretaria municipal de Saúde, sem conhecimento técnico e fins político eleitorais. O prefeito continua proibido de ter contato com os investigados como  o chefe de gabinete da prefetura, Antônio Monreal Neto, além de Ivone de Souza. No último dia 18, o presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministro Humberto Martins, acatou outro recurso e suspendeu a decisão do juiz Bruno D’Oliveira, que atendeu pedido do Ministério Público, e havia afastado Emanuel por 90 dias.

Só Notícias