Ponto Final

Cortes no duodécimo

Mauro Mendes também propõe, na lei orçamentária para este ano, manter nos mesmos patamares de 2018 os repasses que foram feitos do duodécimo para o Tribunal de Justiça, Ministério Público e pequena redução nos repasses financeiros, “simbólica, a esta casa (Assembleia) de R$ 35 milhões e ao Tribunal de Contas do Estado em R$ 17 milhões”. O repasse para a Assembleia cairia de R$ 533 para cerca de R$ 500 milhões. A redução para o Tribunal de Justiça e Ministério Público seria em torno de 0,5% e estariam entre as menores propostas pelo governo. O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho, que tenta a reeleição, deve aceitar a redução no duodécimo para não contrariar Mauro e correr risco de perder apoio no projeto de reeleição.

 

Só Notícias