Ponto Final

‘Campanha contra vacina é criminoso’

O governador Mauro Mendes (DEM) criticou, nesta terça-feira, os políticos que fazem campanha contra a vacina da covid e lamentou que o tema tenha sido tão politizado no Brasil e concordou com o posicionamento do chefe do Ministério Público do Estado, procurador José Antônio Borges. Em dezembro do ano passado, ao comentar o projeto que proíbe a exigência do chamado “passaporte da vacina” em Mato Grosso, Borges afirmou que alguns “radicais políticos” faziam campanha contra a vacina de maneira perversa, maldosa e criminosa. “Se o cidadão não quer vacinar, tudo bem. Não há nenhuma lei no país dizendo que é obrigado a vacinar. Agora, fazer campanha contra a vacina é criminoso. Ficar falando besteira, bobagem, contra a vacina é um crime contra muita gente. Porque qualquer líder que tenha oportunidade de falar através dos meios de comunicação pode gerar um nível de influência na cabeça das pessoas. Se é um governador, deputado, presidente, um político, alguém que exerce um cargo na administração do Estado. Então, eu realmente acho que o nosso procurador tem muita razão”, disse Mauro.

Só Notícias