Ponto Final

Alerta a prefeito

A prefeitura de Marcelândia gastou 53,69% da receita corrente líquida com pessoal em 2018, bem próximo do limite máximo estabelecido pela Lei de Responsabilidade Fiscal, que é de 54%. O pleno do Tribunal de Contas de Mato Grosso emitiu parecer favorável à aprovação das contas anuais de governo e alertou o prefeito Arnobio Vieria de Andrade que ultrapassar o limite máximo da LRF poderá dar causa ao cometimento de irregularidades fiscais, situação essa que sujeitará a respectiva autoridade responsável a sanções. O TCE emitiu parecer favorável à aprovação das contas.

 

Só Notícias