Ponto Final

‘Acho que foi ludibriado’

O secretário de Fazenda de Sorriso, Sergio Kokova, depôs nesta 2ª feira na CPI da câmara que investiga fraudes que resultaram em pagamentos duplicados de procedimentos de saúde feitos por ordem judicial. Ex-servidores municipais e uma empresa são investigadas também pelo GAECO. Ele disse que a secretaria identificou que foram fraudados nomes de pessoas já atendidas para cobrar os procedimentos de saúde (dentre eles cirurgias), que haviam sido feitos por ordem judicial.  Segundo ele, foram 3 processos que haviam sido pagos e que foram apresentados novamente de forma fraudulenta e identificados pela secretaria de Fazenda.  “Nesse caso, por mais que nesses 30 dias a gente por diversas vezes por que uma situação dessas vez a acontecer”. “Nesse caso liminar, havia um flanco. Ninguém imaginava que ser humano tivesse tamanha audácia para copiar e colar processos assinados por juízes para (fraudar) uma situação dessa. Confio no colega secretário (Luis Fabio, que deixou a pasta da Saúde). Acho que foi ludibriado e espero que consiga seguir a vida dele. Confio que a CPI e demais investigações é esclarecer os fatos”, declarou, em depoimento. “Não foram pagas notas fiscais em duplicidade. Não há duplicidade de pagamentos. Nunca houve. A secretaria de Fazenda é quem descobriu o processo”, disse.

Só Notícias