Ponto Final

Ação – R$ 41 milhões

A Procuradoria Geral do Estado protocolou uma denúncia na Procuradoria-Geral da República contra a prefeitura de Cuiabá para que se “apure atos ilícitos realizados com os R$ 41 milhões recebidos pelo município para o combate ao coronavírus. As irregularidades vão desde a habilitação de leitos junto ao ministério da Saúde sem nenhuma comprovação que realmente estão disponíveis e equipados, até a falta de transparência uma vez que há constantes notícias de falta de EPIs, atrasos de pagamento de médicos e outros materiais básicos nas unidades de saúde de Cuiabá, além da inexistência de registros de compras dos equipamentos necessários para equipar as UTIS”, acusa. A PGE aponta que até o último dia 25, a prefeitura já recebeu R$ 41,4 milhões do Governo Federal para o combate a pandemia mas não há nenhuma informação sobre a destinação e mesmo tendo recebido todo esse montante, a prefeitura não fez qualquer esforço para assegurar aos profissionais da Saúde a estrutura e os materiais adequados (luva, máscaras, etc) para o enfrentamento da pandemia. “Não se tem notado qualquer esforço da administração municipal no sentido de municiar os estabelecimento e profissionais de saúde com estrutura e materiais adequados para o enfrentamento da pandemia. Pelo contrário, a percepção generalizada dos médicos, enfermeiros e população em geral é no sentido de que as unidades de saúde carecem de itens fundamentais de proteção, o que inviabiliza o tratamento e, em certa medida, até colabora para a propagação de vírus”, consta na ação.

Só Notícias