Ponto Final

Absolvidos – Sorriso

O Tribunal de Justiça negou pedido feito pelo MP para condenar o ex-vice-prefeito de Sorriso, Luiz Carlos Nardi, e a ex-secretária municipal de Saúde, Monalize Zanini, por atos de improbidade administrativa. No mesmo recurso, os desembargadores ainda decidiram absolver o ex-prefeito Dilceu Rossato, único que havia sido condenado no processo e que teria que pagar R$ 71 mil, a título de ressarcimento ao erário, mais multa de duas vezes esse valor.  Para a promotoria, “restou demonstrada a conduta ímproba” da ex-secretária e do ex-vice prefeito, “em razão de terem repassado valores do erário municipal ao Consórcio Intermunicipal de Saúde do Teles Pires, para consultas sendo que, posteriormente, os recorridos tanto determinaram a não utilização de procedimentos médicos (consultas e exames), quanto contrataram com recursos do município de Sorriso os mesmos procedimentos com a iniciativa privada, totalizando, assim, o prejuízo de R$ 721 mil”. Mas o tribunal não teve o mesmo entendimento e os absolveu.

Só Notícias