Ponto Final

41 desistências

O governo do Estado calculou que 41 das 52 empresas que seriam beneficiadas com o veto feito pela Assembleia ao projeto mudando mudando incentivos e garantindo os benefícios fiscais da gestão de Silval Barbosa, acabaram desistindo de continuar com os incentivos. O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, apontou que “80% das empresas entenderam que eram melhor acompanhar o veto da Assembleia, assinar junto com o governo, independente da previsão da Assembleia”.  “Elas entenderam a responsabilidade social de cada e a maioria delas não vai se beneficiar com o veto”. As empresas que abriram mão estão se adequando a nova política do governo do Estado na obtenção de incentivos fiscais.

Só Notícias