Política

Vice-presidente da câmara sai do PSDB de Sinop e deve ir para o PP

A presidente do PSDB de Sinop, Sinéia Abreu, confirmou ao Só Notícias, que o vice-presidente da câmara, Gilson de Oliveira, pediu desfiliação do partido. Eles tiveram uma rápida conversa, no gabinete de Sinéia, na câmara, onde ficou oficializada sua desfiliação.
“Ele alegou motivos pessoais e profissionais para deixar o partido. Tentei argumentar pedindo para que ficasse, mas ele colocou a decisão como irreversível”, lamentou a presidente do PSDB de Sinop.

O vice-presidente da câmara disse que não estava sentindo-se “confortável no partido devido aos posicionamentos que adotou no legislativo em relação a várias cobranças que vinha fazendo depois de receber revindicações dos bairros”, disse Gilson. “Não estou indo para a oposição. Poderei até estar em um partido que dê sustentação ao prefeito. Recebi convites de outras siglas mas pretendo ficar sem partido por algum tempo”, declarou, ao Só Notícias.

Ao que tudo indica, Gilson de Oliveira deve ir para o PP – Partido Progressista-. Ele vem mantendo, nas últimas semanas, diversos contatos com o deputado José Riva, que está lhe convidando a aderir ao PP. Embora não confirme, a forte tendência é de Gilson entrar no partido.

Gilson de Oliveira está no seu primeiro mandato de vereador. O relacionamento político dele com o prefeito Nilson Leitão vem sendo de “altos e baixos” desde o processo da eleição da mesa diretora da câmara, quando Gilson e o vereador Pedrinho (presidente eleito) compuseram com a oposição.
Recentemente, a emissora de tv que Gilson trabalha e que lhe projetou politicamente vem fazendo pesadas criticas e ataques a administração de Nilson Leitão.

Com a saída de Gilson de Oliveira, o PSDB passa a ter 3 vereadores no legislativo e continua com a maior bancada. O PMDB tem 2, o PPS tem 2, PFL 1 e PTB 1.