terça-feira, 21/maio/2024
PUBLICIDADE

Silval admite conversas com o DEM visando pleito 2010

PUBLICIDADE

O Democratas e o PMDB conversam a respeito da sucessão de 2010. Quem confirmou a informação foi o vice-governador, Silval Barbosa (PMDB) que apontou não ter os últimos episódios envolvendo o Partido da República (agremiação do governador Blairo Maggi) e o Democratas (do senador Jaime Campos), na questão da renúncia de Luiz Antônio Pagot, da 1ª suplência de senador, distanciado o DEM do arco de alianças que dá sustentação ao governo do Estado.

Mesmo reconhecendo o mal estar gerado pela questão, Silval admitiu ser possível a retomada das discussões entre as siglas que já caminham juntas desde 2003 quando Maggi foi eleito pela primeira vez com o apoio do então PFL hoje DEM e uma série de agremiações.

"Nós conversamos com todos os demais partidos. As exceções que não são por nossa vontade, mas das próprias siglas como o PSDB e o PTB que em tese comporão a chapa de oposição nas eleições de 2010", disse o vice-governador, na saída do evento que lançou a Copa América de Basquete Feminino que dará aos três primeiros colocados vaga para o Mundial de 2010 e que contou com a presença das ex-jogadoras Hortência e Janete. O evento foi acompanhado por Silval, pela 1ª dama, Terezinha Maggi e pelo secretário Baiano Filho, e muitos dos ingressos dos jogos poderão ser adquiridos com a doação de alimentos não perecíveis para famílias carentes e para a campanha de natal que já começa a ser organizada.

Silval Barbosa considera o DEM como uma peça importante na engrenagem montada para a disputa das eleições de 2010 e apontou estar o PMDB e o próprio PR, além de outros partidos que já se manifestaram publicamente como o PT, dispostos a construção de um amplo entendimento que contemple a todos os partidos da base de sustentação do governador Blairo Maggi. "Se marcharmos unidos nossas chances serão muito maiores", disse Silval Barbosa, apontando que ele e seu partido tem um programa político e de realizações para Mato Grosso, continuando aquilo que foi acertado no Governo Blairo Maggi, melhorando algumas ações e corrigindo outras.

"Temos andado muito para cumprir com os compromissos assumidos nas eleições de 2006 e ouvimos as manifestações da sociedade. Isto está norteando nossas ações e principalmente ajudando a honrar com aquilo que levamos às ruas e praças públicas nas últimas eleições. Este é o nosso incentivo para enfrentar, com os partidos aliados as eleições de 2010, até porque ainda não se tem nada definido, apenas postulações de pré-candidaturas dentro dos partidos, como é o meu caso no PMDB", disse o vice.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

PUBLICIDADE