quarta-feira, 22/maio/2024
PUBLICIDADE

Senador pediu intervenção de bicheiro em contrato em MT, diz Época

PUBLICIDADE

A revista Época, desta semana, destaca, em sua reportagem de capa, que o senador Demóstenes Torres (DEM-GO) pediu ao empresário de jogos de caça-níqueis, Carlinhos Cachoeira, preso em operação da Polícia Federal, para interferir em contrato em Mato Grosso visando a Copa do Mundo. A “ajudinha” que o senador pretendia do empresário preso era uma intervenção para beneficiar uma agência de publicidade de um amigo de Torres.

“Demóstenes pediu ajuda a Cachoeira para vencer uma licitação em Mato Grosso. Estava em disputa a prestação de serviços de marketing relacionados à Copa do Mundo de 2014. Demóstenes diz a Cachoeira que um “amigo nosso”, dono de agência de publicidade, está interessado. “Cê acha que consegue?”, pergunta Demóstenes. “Acho um negócio bacana. Se for do interesse seu… (de Demóstenes)”, responde Cachoeira. ‘Eu acho que consigo””, diz trecho da reportagem da revista.

O contrato em questão movimentaria um valor de R$ 13 milhões. “Quatro minutos depois, os dois voltam a se falar, e Demóstenes afirma que passará na casa de Cachoeira para conversar mais sobre o assunto. A ocasião realmente merecia uma discussão mais profunda: estavam em jogo dois lotes, de R$ 13 milhões cada um. Mais tarde, Cachoeira tratou do mesmo assunto com Cláudio Abreu, representante da empresa Delta Construções no Centro-Oeste. “Pega uma (um dos lotes) pra nós”, diz Cachoeira”.

Veja a reportagem completa aqui

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

PUBLICIDADE