Política

Senador de Mato Grosso se reúne com Bolsonaro e entidades dos profissionais de segurança Pública

O senador José Medeiros (Podemos) e o presidente eleito Jair Bolsonaro,  e o vice-presidente eleito, general Mourão, se reuniram, esta manhã, com dirigentes das principais entidades representativas nacionais dos profissionais de segurança pública que se colocaram a disposição para um grande pacto, deixando de lado a fragmentação, para repensar o sistema pensando em resultados a curto, médio e longo prazo e para a redução dos índices de violência. “Vamos somar com o presidente, para transformar o atual  cenário e cumprir a promessa de um país seguro”, declarou Medeiros, que é deputado federal eleito e policial rodoviário federal

Ele acrescentou que a esperança é que o novo governo trate a segurança pública como pauta prioritária e relevante para a sociedade. Para ele, o grupo que esteve reunido com o presidente Bolsonaro, tem conhecimento e potencial para colaborar com o novo governo. “São eles que vivenciam dia a dia a guerra nas ruas e experimenta a frustração de um sistema que foi montado para não funcionar”, destacou. “É urgente uma reforma no sistema de segurança pública nacional. Em todos os aspectos. É preciso melhorar a estrutura de toda área, reorganizar as carreiras, adequar o financiamento, ajustar o processo penal, revisar o sistema de justiça criminal e o sistema prisional”, enfatizou.

A assessoria informa que participaram do encontro Deolindo Paulo Carniel, da Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais; Luís Antônio Boudens, da Federação Nacional dos Policiais Federais; Marcos Camargo, da Associação Nacional dos Peritos Criminais Federais; Marlom Jorge Teza, da Federação Nacional de Entidades Oficiais Militares Estaduais; Heder Martins de Oliveira, da Associação Nacional dos Praças; Bruno Telles, da Federação Nacional dos Peritos Oficiais; Wellington Corsino do Nascimento, da Associação dos Militares Estaduais do Brasil; José Robalinho Cavalcanti, da Associação Nacional dos Procuradores da República; Elisio Teixeira Lima Neto, da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público; coronel Francisco Roberto de Matos Guedes, do Conselho Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil; coronel Mauricio Rezende Gouveia, do Conselho Nacional de Comandantes Gerais das Polícias Militares; Leonel Lucas, da Associação Nacional de Entidades Representativas de Policiais Militares e Bombeiros Militares; Flávio Werneck, do Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal e Marcelo Azevedo, do Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais do Estado de Goiás.

Só Notícias