Política

Senador Antero não vai fazer parte da CPI dos Correios

O senador Antero Paes de Barros (PSDB-MT) deixou de integrar nesta terça-feira a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) dos Correios por motivos de saúde. No seu lugar, o PSDB indicou o colega Leonel Pavan (SC).

Paes de Barros, que é presidente da CPI do Banestado, havia pressionado outros integrantes que pleiteavam a vaga. Antes da definição, Pavan e a senadora tucana Lucia Vania (GO) chegaram a abrir mão de integrar a comissão em favor de Paes de Barros.

Indicações

As lideranças do PDT, do PP e do PSOL já indicaram os senadores que irão compor a CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) mista dos Correios, criada na semana passada. Jefferson Peres (PDT-AM), Valmir Amaral (PP-DF) e Heloísa Helena (PSOL-AL) integrarão a CPI como titulares. Geraldo Mesquita Júnior (AC) foi indicado pelo PSOL para compor a comissão como suplente.

A liderança do bloco composto pelo PSDB e pelo PFL deve encaminhar a indicação dos nomes à Secretaria Geral da Mesa ainda hoje. Foram confirmados pela liderança os senadores César Borges (PFL-BA), Demóstenes Torres (PFL-GO), Heráclito Fortes (PFL-PI), Antero Paes de Barros (PSDB-MT) e Sérgio Guerra (PSDB-PE) como titulares. Para a suplência, os indicados são José Jorge (PFL-PE), Efraim Morais (PFL-PB), Romeu Tuma (PFL-SP), Alvaro Dias (PSDB-PR) e Almeida Lima (PSDB-SE).

Na Câmara dos Deputados, estão confirmados os nomes de Eduardo Paes (PSDB-RJ) e Álvaro Dias (PDT-RN) como titulares, e Gustavo Fruet (PSDB-PR) e Pompeo de Mattos (PDT-RS), como suplentes.

Após reunião da bancada do PT, na manhã desta terça-feira, o senador Paulo Paim (RS) e a senadora Ideli Salvatti (SC) informaram que o partido se reunirá para discutir a CPI somente depois que a CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara decidir sobre o recurso contra a criação da comissão.

No documento, o deputado João Leão (PL-BA) argumentou que o pedido para a criação da CPI não determinava o fato a ser investigado, o que abriria espaço para que a comissão investigasse qualquer uma das empresas estatais federais.