Política

Secretária de Educação será sabatinana amanhã na Assembléia

“Ninguém aqui quer vê sangue. Ninguém aqui quer execrar. Queremos apenas indagar. É uma prerrogativa regimental”. Com esta frase o deputado José Riva (PP) autor o requerimento que convoca a Secretária de Estado da Educação, Ana Carla Muniz, sintetiza seu posicionamento quanto ao questionamento que ela terá de responder durante sabatina na casa de leis estadual nesta quinta-feira (16) pela manhã durante sessão ordinária.

Ana Carla terá de dar explicações obre projetos e programas desenvolvidos por sua pasta a área educacional. Conforme Riva, existem privilégios para determinadas regiões em detrimento de outras.

No seu pronunciamento, o deputado Riva chamou a atenção para que os deputados formulem seus questionamentos e não fiquem somente condicionados á aprovação do requerimento. Foram, além de Riva, doze deputados que chancelaram a convocação.

Outro parlamentar que se destaca por sustentar criticas a política de ações da secretária é Carlão Nascimento (PSDB). Somente neste ano foram doze requerimentos pedindo informações que não obtiveram retorno. Carlão foi titular da pasta durante gestão de Dante de Oliveira (mesmo partido).

Segundo ele, o alto índice de analfabetismo em Mato Grosso continua. Conforme Carlão, informações da Seduc apontam para 22.016 mil alunos/adultos estão matriculados na alfabetização, entretanto desse total 15% acabam desistindo da sala de aula, numa clara demonstração da falta de política de incentivo. Ele ressalta que na faixa etária dos maiores de 15 anos de 1992 a 2002 a taxa de analfabetos cresceu em Mata Grosso.

São muitas as reclamações de prefeitos de Mato Grosso insatisfeitos com o atendimento da titular da pasta. Diante disto, é muito provável que eles estejam acompanhando a sessão de amanhã, assim como entidades representativas da classe, professores e alunos da rede estadual de ensino, motivado pela última greve da categoria.