Política

Sancionada lei que autoriza contratar profissionais para projeto social em Lucas do Rio Verde

O prefeito Miguel Vaz (Cidadania) sancionou a lei que autoriza a contratação temporária de até 20 orientadores de atividade física e desportiva para a realização do projeto social Viva Lucas. Os contratos terão duração de um ano, com remuneração superior a R$ 4 mil. É necessário ter formação de nível superior em Educação Física (licenciatura ou bacharelado) e ser inscrito no conselho regional da atividade.

As contratações serão feitas através de processo seletivo simplificado, ainda sem data para ser realizado. A jornada de trabalho mínima é de 30 horas semanais, sendo 25 horas desempenhando funções específicas em praças, campos, quadras e ginásticas e outras cinco em eventos diversos, com disponibilidade de trabalhar aos finais de semana e feriado quando solicitado.

Os profissionais deverão orientar a prática de ginástica, outros exercícios físicos e jogos em geral, entre estudantes e outras pessoas interessadas, ensinando-lhes os princípios e regras técnicas, para possibilitar o desenvolvimento harmônico do corpo e manutenção de boas condições físicas e mentais. Também terão que orientar exercícios de verificação do tono respiratório e muscular.

Os contratados, no entanto, não poderão receber atribuições, funções ou encargos não previstos no contrato, nem serem colocados à disposição de outro órgão ou entidade, nem serem nomeados ou designados, ainda que a título precário ou em substituição, para cargos comissionados ou funções de confiança.

O Viva Lucas “tem como objetivo proporcionar a ocupação do tempo ocioso das crianças, adolescentes, jovens e adultos com atividades saudáveis nos diversos espaços públicos municipal, melhorando assim sua qualidade de vida e bem estar social, além de contribuir significativamente com a formação integral do cidadão; servindo de prevenção contra diversos problemas sociais e principalmente como prevenção e manutenção de saúde, pois é notório que as pessoas ativas fisicamente, tem maior resistência as doenças”.

Só Notícias/Luan Cordeiro (foto: assessoria/arquivo)