Política

Reitor visita áreas para instalação da UFMT em Lucas do Rio Verde e prevê cursos a partir de 2023

Representantes da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) estiveram em Lucas do Rio Verde, nesta sexta-feira, e cumpriram agenda com o prefeito Miguel Vaz, que, junto de comitiva, visitou alguns locais em condições para receber a instalação da instituição. Além disso, a criação desse novo polo foi pauta também de reunião com o Legislativo e a Comissão de Implantação da Universidade Pública.

Segundo o reitor Evando Soares, com essas tratativas que estão sendo realizadas pela prefeitura e UFMT, existe a expectativa de cursos disponíveis para a população de Lucas do Rio Verde já a partir de 2023. “Conhecendo as unidades educacionais, Lucas do Rio Verde está preparadíssima para receber uma universidade pública referência para o estado e para o país. Tendo os recursos aprovados na Lei Orçamentária Anual, esperamos que em 2023 possamos ter as primeiras matrículas para a UFMT, campus de Lucas do Rio Verde”, disse o reitor.

Após a reunião no paço Municipal, a comitiva seguiu para a Fundação Rio Verde de Pesquisa, onde foram recepcionados pelo presidente da unidade, Joci Piccini. A região é uma das quatro que estão sendo analisadas para receber a universidade federal.

Para o reitor, a parceria com a fundação será fundamental para a realização de pesquisas pelos acadêmicos, especialmente dos cursos ligados à agronomia, e será um atrativo a mais para o polo de Lucas do Rio Verde. A comitiva visitou ainda outros três lotes que foram oferecidos para sediar a instituição de ensino superior.

Como parte do cronograma, os gestores seguiram ainda para a Escola Municipal Olavo Bilac. O pró-reitor da UFMT, professor Adelmo Carvalho, afirma que, para receber a universidade federal, primeiro, o município deve ser bem atendido na educação fundamental. O cenário encontrado em Lucas do Rio Verde agradou o gestor.

“As escolas aqui da cidade são avaliadas positivamente pelas instâncias avaliadoras externas. Visitando, eu pude confirmar que as unidades possuem espaço físico adequado, são escolas planejadas para educação infantil, anos iniciais e ensino fundamental. Pude perceber que os profissionais envolvidos no processo estão satisfeitos com a forma de organização desenvolvida pela Secretaria Municipal de Educação”, pontuou Evandro.

Ao término de todo o cronograma, Miguel Vaz, prefeito de Lucas do Rio Verde, avaliou como positivo o encontro. Para ele, a vinda da UFMT ganha ainda mais importância para os jovens que terão a condição de se qualificarem aqui na cidade.

“A nossa cidade continua crescendo a uma taxa bem considerável, cerca de 5% ao ano. Então, olhando para esse período mais longo de 10, 20 anos, nós teremos um crescimento muito grande, especialmente com a chegada das ferrovias. Levando isso em consideração, é preciso pensar e planejar o município para receber esses investimentos. Obviamente que uma escola de ensino superior pública será fundamental neste desenvolvimento. Os jovens que terminam o ensino médio terão a opção de permanecer aqui para fazer o curso superior”, enfatizou Miguel Vaz.

Também participaram das reuniões e visitas, além do prefeito e dos representantes da comissão de implantação e da UFMT, o vice-prefeito, Marcio Pandolfi, a secretária de Educação, Elaine Lovatel, o secretário de Planejamento e Cidade, Welligton Souto, e os vereadores Daltro Figur e Sandra Barzotto.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)