quarta-feira, 22/maio/2024
PUBLICIDADE

Pressionada, Dilma pode aceitar exigência do PR sobre ministério

PUBLICIDADE

A corrida eleitoral visando a prefeitura de São Paulo pode influenciar a presidente Dilma Rousseff em atender o pleito da direção nacional do PR. A executiva do PT tem o receio de que este partido venha a se aliar a candidatura de José Serra (PSDB). Devido a isso, as negociações para que os republicanos tenham o direito de indicar o novo ministro dos Transportes pode acontecer mais rapidamente.

Dilma gostaria que o senador mato-grossense Blairo Maggi (PR) aceitasse o convite para ser o novo ministro dos Transportes. Na verdade, ele seria o único nome do PR em que ela confiaria este setor. Todavia, em entrevista recente ao Só Notícias, Maggi descartou qualquer possibilidade de vir a assumir este posto, pois suas empresas tem ligações juntamente com este ministério e ele não quer causar problemas para ele e nem para o governo da petista.

Todavia, com a iminência de perder um grande aliado, na principal cidade brasileira, pode fazer com que Dilma aceite os indicados do partido no lugar do atual ministro Paulo Sérgio Passos. De acordo com reportagem da Folha de São Paulo, os líderes do partido na Câmara, Lincoln Portela (MG), e Maggi, no Senado, apresentaram suas indicações, encabeçada pelo vereador por São Paulo, Antônio Carlos Rodrigues, e pelo ex-senador pela Bahia, Cesar Borges, à ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti.

A expectativa é de que Portela e Maggi sejam recebidos pela presidente Dilma Rousseff, ainda esta semana, para tratar sobre este assunto.

 

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Colíder contrata empresa que organizará projeto para recuperar mais de 100 km de estradas vicinais

A prefeitura realizou procedimento licitatório, ontem, visando a definição...
PUBLICIDADE