Política

Presos no Espírito Santo três traficantes do Mato Grosso

O chefe de uma das maiores quadrilhas de traficantes do Espírito Santo, Luís Paulo Paiva de Oliveira, foi preso no município da Serra, durante uma operação conjunta das polícias Federal e Civil. Outras cinco pessoas também foram detidas. Com o bando, foram apreendidos seis carros, 44 quilos de pasta base de cocaína, quantidade suficiente para a produção de 300 quilos de cocaína e crack.

As investigações conjuntas entre a PF e a Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (Deten) começaram há três meses, mas as ações foram desencadeadas há doze dias. A droga, procedente do Mato Grosso e de Rondônia, chegava ao Estado transportada em carregamentos por pessoas agenciadas pelo tráfico, conhecidas como ‘mulas’.
De acordo com o delegado da PF, Daniel Veras, a primeira apreensão ocorreu na semana passada na Serra e resultou em duas prisões. Na segunda abordagem, também na Serra, 12 quilos de pasta base foram encontradas num veículo. O chefe da quadrilha, Luís Paulo Paiva de Oliveira, foi preso.

Segundo as investigações, o traficante investia o dinheiro obitido com a venda da drogas na compra de imóveis e principalmente na construção de dois prédios com 29 apartamentos, localizados no bairro Nossa Senhora da Penha, em Vitória.
O delegado da Polícia Civil, José Darcy Arruda, afirmou que Luís de Oliveira pode ser um dos maiores traficantes do Estado. O comércio de drogas comandado por ele estava crescendo muito e ganhava grandes proporções. “Somente a quantidade de pasta básica apreendida se pode produzir 300 quilos de cocaína e crack para venda”, disse o delegado.

Além de Luís de Oliveira, foram presos Wilson Silva Aguiar e Josué Geraldo Lobato, de Rondônia, e Washington Lisboa, Luís Pinheiro Gonçalves, e Moacir Pinheiro Gonçalves. Os três últimos são do Estado de Mato Grosso. Todos os seis detidos permanecerão presos na carceragem da Polícia Federal, em São Torquato, Vila Velha.