Política

Prefeitura abre chamamento para contratar até 295 projetos culturais em Sinop

A prefeitura abriu chamamento público para contratação de projetos culturais e subsídios para manutenção de espaços culturais, empresas e microempresas, através da lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, criada em decorrência da pandemia do novo Coronavírus. Serão disponibilizados mais de R$ 990 mil para contemplação de até 295 projetos para pessoa física e 50 subsídios para pessoa jurídica.

Os projetos contemplados serão na área musical com DJ’s, cantores, técnico/auxiliar de som, músico instrumental, técnico de iluminação e técnico em áudio visual. Já nas artes plásticas estão englobados designers, pintor artístico, fotógrafo/cinegrafista, artesão e grafiteiro. Também estão inclusos dançarinos e coreógrafos. Nas artes visuais são decoradores, cenógrafos e técnicos de montagem cenográfica. Por fim, está a área de artes cênicas e literaturas, com escritor, compositor, recreador cultural, ator, locutor de evento, circense, diretor artístico, pirofagista, mágico, humorista e técnico de montagem.

Para projetos de pessoas físicas o cachê é de R$ 2 mil. Entre as atividades inclusas estão apresentação musical com um, dois ou três integrantes, musical instrumental, palestra sobre cultura popular, palestra com entrevista sobre dança, corpo e mente, debate entre duas pessoas sobre importância da cultura, e dança, contação de histórias, oficina de confecção de peças artesanais, expositores de artesanato, apresentação de ensaio fotográfico ou cinematográfico, coreografia de danças e apresentação de iluminação, técnica de som e sonoplastia.

Já para jurídicas, o valor é de R$ 8 mil e estão inclusos subsídio para espaços culturais como teatros, pontos de cultura, escola de música, capoeira, artes e estúdios, companhias e escola de dança, centros culturais, casas de cultura, centros de tradições regionais, centro artísticos e culturais afro-brasileiros, festas populares, teatro de rua, editoras, empresas de diversão e produção de espetáculos, estúdios de fotografia, produtoras de cinema e audiovisual, ateliê de pintura, moda e artesanato, feira de artesanato, espaços de apresentação musical, espaços de literatura e outros espaços de atividades culturais.

Os projetos culturais, bem como a documentação exigida deverão ser protocolados na Diretoria de Cultura até o próximo dia 9, na avenida Alexandre Ferronato. Já no dia 10, haverá a banca de avaliação, e 11 publicação dos aprovados. Entre os dias 12 e 19 é prazo para entrada de recurso, e entre 23 e 25 prazo para execução do projeto. Em seguida, publicação das ações executadas e aptas a receber.

Para o chamamento, a comprovação do currículo artístico cultural deverá ser feita através de clippings, reportagens, revistas, jornais, publicações, folders ou por meio de declaração do Conselho Municipal de Cultura ou autoridade cultural municipal. Ainda deverão ser entregues documentos pessoais.

O pagamento pelo serviço prestado será realizado por meio de ordem bancária, tendo como beneficiário exclusivamente a pessoa contratada. A quitação será com recursos do fundo municipal de Cultura. Todas as apresentações têm tempos mínimos de duração pré-estabelecidos no edital do chamamento.

Só Notícias/Luan Cordeiro (foto: Só Notícias/Diego Oliveira/arquivo)