Política

Prefeito fiscaliza obras no aeroporto em Sorriso e prevê voos em jatos no próximo ano

O prefeito Ari Lafin vistoriou, ontem, as obras de reforço e recuperação da pista de pouso e decolagem, taxiway e pátio de aeronaves do aeroporto Regional Adolino Bedin que começaram, em outubro do ano passado, e tem prazo de 600 dias que podem ser prorrogados. A expectativa é que a partir do ano que vem, aeronaves a jato já devem começar a operar. O valor para a execução da obra é de mais de R$ 8 milhões.

“Uma obra muito esperada por todos e muito bem elaborada pela Infraero. Licitamos e a empresa que ganhou está aqui com seu equipamento. Tenho certeza que será um ano de grandes conquistas. Essa pista recebendo voos a jato novamente faz com que posamos estar nos desenvolvendo mais do que já estamos”, disse o prefeito.

Lafin emendou que “espero que mais rápido possível, possamos estar recebendo esta obra e grandes voos novamente. Foram aproximadamente R$ 8 milhões pelo Governo Federal. Já há uma parte no caixa e o restante conforme medição, vai sendo pago e também recebido. Vamos trabalhar com 2021 sobre obras e 2022 com a retomada dos voos”.

A fiscalização dos trabalhos é feita pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero). O gerente de Obras, Marcelo Veloso expôs que “estamos fiscalizando para a prefeitura em função da empresa que está executando. Vamos estar melhorando o suporte da pista, vamos estar dando condição de pousar aeronave a jato, hoje só pousa turboélice. Existe um projeto que foi desenvolvido e nos fazemos todo o controle de qualidade do material e resultado”.

Ainda de acordo com o gerente, a maioria dos materiais foi comprada na região para dar mais agilidade na execução. “Depois fazemos todas as medições da Anac como atrito e os ensaios. Pegamos o que tinha na região para facilitar e agilizar os trabalhos. Finalizamos os estudos preliminares para iniciar a execução de trabalho em campo”.

Só Notícias/David Murba/Lucas Torres, de Sorriso (fotos: Só Notícias)