Política

Pivetta diz que deixa o governo se for censurado por Blairo

O secretário de Desenvolvimento Rural, Otaviano Pivetta (PPS) disse ontem que, se for obrigado a calar-se das criticas que vem fazendo ao PP, pode deixar o governo. Ele declarou que respeita o governador Blairo Maggi e que não é verdade que tenha recebido orientação para deixar de criticar o PP, partido que Blairo quer como aliado ano que vem e que já sinalizou que poderá aceitar a candidatura a senador do deputado Pedro Henry, a quem Pivetta -que também quer ser candidato a senador- critica.

O secretário disse que respeita o governador mas que ele “é apenas nosso líder, não o nosso patrão. Eu devo lealdade a ele, mas no momento em que ele me proibir de falar, eu deixo o governo. Ele apenas nos orienta a fazer bem o nosso trabalho”, disse, ao Diário de Cuiabá. “Essa é a posição pessoal dele. Ele é o nosso grande líder, mas não é o dono do partido”, disse Pivetta ao comentar a declaração de Blairo que Henry deve buscar construir sua candidatura a senador e que possui sua simpatia. Blairo fez esta afirmação, sexta-feira passada, em Sorriso, durante inauguração do Corpo de Bombeiros, ao lado de Henry. O deputado chegou a declarar que a afirmação de Blairo encerrava a crise, mas o PP acabou suspendendo a reunião de ontem com o PPS para tratar do assunto e das coligações.

O secretário Otaviano Pivetta pode deixar o PPS e ir para o PDT em busca de viabilizar sua candidatura a senador.