terça-feira, 21/maio/2024
PUBLICIDADE

PF cumpre mandados em Cuiabá e desmonta esquema de fraudes no INSS

PUBLICIDADE

Uma fraude de mais de R$ 950 mil no Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS) foi descoberta por agentes da Força-Tarefa Previdenciária na Operação BPC, hoje, em Mato Grosso e mais 3 Estados, por falsificação de dados cadastrais que possibilitavam a obtenção do Benefício Previdenciário Continuado. O delegado da Polícia Federal Márcio Carvalho, informou, no final da manhã, em Cuiabá, que foram cumpridos 4 mandados de busca e apreensão e 35 de condução coercitiva na capital. O trabalho se concentra, agora, na obtenção de provas.

Um falso advogado é suspeito de comandar o esquema que intermediava a obtenção dos benefícios. Dois servidores do INSS teriam facilitado as fraudes. "Sem a participação deles as fraudes dificilmente não seriam descobertas", destaca a representante do Ministério da Previdência Social, Neusa Campos.

O superintendente do órgão no Centro-Oeste, André Fidélis, salienta que a fraude consistia na alteração de dados inseridos no sistema para a obtenção do benefício continuado, concedido para pessoas cuja renda per capta na família seja inferior a 25% de um salário mínimo. "A pessoa declara sua renda familiar para ter este auxílio do INSS", declarou.

Após a denúncia feita pela filha de um dos segurados, que o falso advogado cobrava R$ 3 mil para cada processo (divididos em 10 parcelas), as investigações rastrearam 50 processos com fortes indícios de irregularidades.

Caso fique comprovada a fraude, tanto os beneficiários, servidores quanto o falso advogado poderão responder a processo por estelionato, corrupção, passiva ou ativa e falsidade ideológica.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

PUBLICIDADE