Política

Morre o radialista e ex-deputado federal mato-grossense Lino Rossi; governo manifesta pesar

Morreu, hoje, aos 64 anos, o ex-deputado federal de Mato Grosso Laudinir Lino Rossin. Ele foi internado ainda nesta sexta-feira, com um quadro de insuficiência respiratória e renal, além de sintomas gripais. Chegou a ser entubado, no entanto, acabou não resistindo.

Jornalista, Lino apresentava o programa Chamada Geral, da TV Brasil Oeste. Também trabalhava como apresentador do programa Giro Conti, da Rádio Conti.

Na política, Lino Rossi foi deputado federal em dois mandatos. O primeiro foi na legislatura 1999-2003. A segunda vez foi na legislatura 2003-2007. Nas duas oportunidades,  foi eleito pelo PSDB.

“Recebemos a notícia com muito pesar, porque Lino Rossi era um amigo e um grande jornalista. A imprensa, a política e toda a sociedade mato-grossense perderam um grande homem. Eu e Virginia estamos em oração para que Deus conforte a família e os amigos”, lamentou o governador Mauro Mendes.

O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, também destacou a trajetória profissional de Lino. “Ele foi um grande comunicador. Sabia como ninguém transmitir a informação pelas ondas do rádio. Ele deixará saudade”, afirmou Mauro Carvalho.

Nos programas em que trabalhava, Lino tinha como sua marca  a interação com o público e os entrevistados. “Lino é um grande amigo e um profissional talentoso, de uma voz ímpar. É uma grande perda para todos nós”, ressaltou a secretária de Comunicação do Estado, Laice Souza.

Ainda não foram divulgadas informações sobre os procedimentos fúnebres.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: arquivo/reprodução)