Política

Ministério Público pede impugnação de candidatura de Taques ao Senado

O Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu a impugnação da candidatura ao Senado do ex-governador Pedro Taques (SD). O documento foi encaminhado ao Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso nesta terça-feira. Conforme o pedido, a coligação “Todos Somos Mato Grosso” (Cidadania e Solidariedade) incorre na causa inelegibilidade.

A ação é embasada na denúncia do PDT que causou a condenação de Taques pelo TRE, no dia 8 de setembro, por abuso de poder em ano eleitoral referente ao programa Caravana da Transformação, aplicando-lhe multa no valor de R$ 50 mil. “O requerido possui condenação pela prática de conduta vedada a agentes públicos, diante da representação aviada pelo Diretório Estadual do Partido Democrático Trabalhista em face do então Governador do Estado de Mato Grosso, José Pedro Gonçalves Taques”, consta.

O procurador regional Eleitoral Erich Rapahel Masson ainda explicou no requerimento que não consta o pagamento da multa. “Ao que tudo indica, até a presente data, conforme a Certidão de Não Quitação Eleitoral extraída na data de 28 de setembro de 2020, o requerido [Pedro Taques] não efetuou o pagamento de multa eleitoral, o que viabilizaria a emissão de Certidão de Quitação Eleitoral. A Lei nº 9.504/1997 é clara ao exigir Certidão de Quitação Eleitoral como requisito para efeitos de registro de candidatura”.

Outro Lado

Em nota, Taques disse que não há riscos para sua candidatura. “Eu não roubei e não cometi crime algum. O Ministério Público entendeu que há uma pendência para ser resolvida junto ao TRE e será resolvida, destaco que não se trata de corrupção ou improbidade. Como advogado constitucionalista eu acredito e confio na Justiça Eleitoral e a verdade será restabelecida”, disse o candidato.

Pedro afirma ainda que seus advogados já estão recorrendo do pedido protocolado pelo MPF. “Eu sou ficha limpa e o bom povo de Mato Grosso me conhece e sabe disso. Eu pergunto: você já viu algum ex-governador deixar o governo e ter que trabalhar para pagar seus boletos? Foi isso que eu fiz”, comentou.

Taques comentou ainda que vai continuar com o tom propositivo de sua campanha, destaca que suas propostas estão sendo bem recebidas pelos eleitores e que acredita em sua vitória em 15 de novembro. “Quero orgulhar o bom povo de Mato Grosso no Senado Federal. Não há detergente melhor que a luz do sol. Quem não deve, não teme!”, finalizou.

Só Notícias/Gazeta Digital (foto: reprodução)