domingo, 26/maio/2024
PUBLICIDADE

Ministério autoriza criar mais um câmpus do IFMT em Mato Grosso

PUBLICIDADE
Só Notícias

O ministério da Educação confirmou a assinatura da portaria que autoriza o funcionamento do câmpus em Campo Verde do Instituto Federal de Educação de Mato Grosso, que hoje faz parte do Campus São Vicente (capital) e, com essa decisão, passa a ter autonomia administrativa e financeira. A partir de agora o IFMT conta com 20 campi. Campo Verde pode ter até 40 professores e 26 técnicos-administrativos.  Os cursos ofertados são de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas (TADS), Bacharelado em Agronomia (noturno e integral), e Técnico em Informática Integrado ao Ensino Médio. Dentre estes cursos, Campo Verde tem hoje um pouco mais de 600 alunos matriculados. 

O reitor Julio César dos Santos analisa que “é uma conquista de toda a comunidade de São Vicente e de Campo Verde. Tenho certeza que a partir de hoje o Instituto Federal de Mato Grosso está mais fortalecido, mais compromissado com a transformação social e temos mais um campus empenhado nesta nossa grande missão”.

“Há um ano criamos uma comissão que trabalhou para transformar o Centro de Referência Campo Verde em campus. Apresentamos este estudo (amo ministério) porque sabíamos da possibilidade de expensão da rede”, explicou o diretor-geral do IFMT São Vicente, Livio dos Santos Wogel. “O câmpus Campo Verde já nasce com 600 alunos, e o próximo passo é garantir que se tenham mais alunos de cursos técnicos, porque esta é a base da Rede Federal e que possam aprimorar ainda mais as atividades de pesquisa e extensão”, completou, através da assessoria.

O prefeito de Campo Verde, Alexandre Lopes, acrescenta que “agora seremos um campus, com orçamento próprio, com mais número de servidores, mais número de alunos, e, acima de tudo, com o aumento de cursos. Isso é uma excelente notícia para a formação superior em Campo Verde”

A unidade conta hoje com uma estrutura de mais de 3 mil metros quadrados de área coberta, distribuída em 3 blocos, considerando corredores, laboratórios de informática e laboratórios agronômicos, salas de aula, auditório; e barracão de máquinas. Também se disponibiliza cerca de 1,4 hectares para área experimental.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

PUBLICIDADE