Política

Mesa da Câmara acata pedido de cassação contra Henry e 16 deputados

A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados aprovou por unanimidade o encaminhamento dos processos de cassação de 17 deputados para o Conselho de Ética, órgão responsável por apurar se de fato houve quebra de decoro e por indicar sobre a necessidade de punição.

Ontem, a Corregedoria da Câmara aprovou o relatório da comissão de sindicância que pede abertura de processo contra os parlamentares. Todos foram citados em relatório preliminar das CPIs dos Correios e do Mensalão como suspeitos de envolvimento no esquema do “mensalão”.

Entre ontem e hoje, no entanto, já houve uma defecção da lista: o deputado Carlos Rodrigues (PL-RJ) renunciou ao mandato e, portanto, livrou-se da ameaça de cassação.

Os nomes dos deputados encaminhados ao Conselho são: José Borba (PMDB-PR), José Mentor (PT-SP), Pedro Corrêa (PP-PE), Roberto Brant (PFL-MG), Sandro Mabel, João Magno (PT-MG), José Dirceu, Josias Gomes (PT-BA), Pedro Henry (PP-MT), Roberto Jefferson (PTB-RJ), Vadão Gomes (PP-SP), João Paulo Cunha (PT-SP), José Janene (PP-PR), Paulo Rocha (PT-PA), Professor Luizinho (PT-SP), Romeu Queiroz e Wanderval Santos (PL-SP).

Atualmente, os deputados Roberto Jefferson (PTB-RJ) e José Dirceu (PT-SP) enfrentam processos de cassação na Casa.