Política

Mauro diz que aluguel de casa para seguranças por R$ 9 mil é para ele ganhar tempo

Em tempos de austeridade econômica em Mato Grosso, o governador Mauro Mendes (DEM) enfrenta a primeira crise de imagem e críticas após alugar um imóvel, não mobiliado, no valor de R$ 109 mil por ano para que seus seguranças, policiais militares, fiquem mais perto dele no condomínio de luxo Alphaville onde mora, em Cuiabá.  A necessidade da locação, explicou o governo, é porque o Estado não oferece residência oficial ao governador.

Mendes justificou dizendo ao Jornal do Meio Dia, da TV Vila Real, que o aluguel poupa tempo do seu dia tendo os seguranças do governo por perto, o que seria impossível se eles não tivessem acesso livre ao condomínio.

“Eu moro em um condomínio e seria impossível que eles [seguranças do governo] tivessem uma residência fora dali, porque o tempo de entrada e saída demora demais nestes locais. Muitas vezes eu chego em casa para almoçar e saio em 20 minutos, e este é o tempo que demora para fazer o cadastro e todos entrarem. Seria inviável algo deste tipo para a segurança”, defendeu-se.

Por meio de nota, o governo acrescentou que a medida é adotada como padrão em todos os estados onde não há residência oficial para o governador e acrescentou que o valor da locação está na mesma faixa de preço praticada pelos ex-governadores, que também adotavam a prática

Só Notícias/Marco Stamm (foto: assessoria)