Política

Mauro assina contrato com presidente Morales e Bolívia volta a fornecer gás para empresas e veículos em MT

O governador Mauro Mendes assinou, há pouco, com o presidente da Bolívia, Evo Morales, contrato para a estatal boliviana YPFB voltar a vender gás natural e Mato Grosso aumentar sua capacidade energética. Há no contrato uma obrigação de entrega de 140 mil metros cúbicos mensais por parte da empresa. O gás atenderá indústrias e veículos. Em 2020, a projeção é do fornecimento ser ampliado para 1 milhão de metros cúbicos. O contrato inicial é de 2 anos e prevê renovação por mais 10.

Mauro, em seu discurso, mencionou que “esse acordo firmado é mais um passo desse intercâmbio comercial e espero que possamos aprofundá-lo nos próximos meses porque a Bolívia encontrou, nos últimos anos, caminho seguro de crescimento e tem trazido desenvolvimento importante para este país e que essa união comercial trará frutos e benefícios para todos nós”.

“O Gás natural é matriz energética importante. Teremos que desenvolver um mercado potencialmente grande no Brasil e no nosso Estado. A partir deste momento, com esse contrato firme e com o restabelecimento de maneira confiável a preços competitivos, irá a curto prazo ser mais uma alternativa importante de comércio para a Bolívia, a YPFB e uma matriz energética importante para o crescimento do nosso Estado e das nossas atividades econômicas”, declarou o governador.

“Estamos estudando outras parcerias comerciais. Ontem visitamos a planta (indústria) de cloreto de potássio, importante investimento feito neste país e que cria nova oportunidade (negócios) já que Mato Grosso é grande consumidor de fertilizantes e temos outras oportunidades de parcerias que temos que desenvolver nos próximos meses”, discursou.

O contrato com a YPFB foi conduzido com a estatal mato-grossense MT Gás. O presidente Rafael Reis, disse que um dos próximos passos é criar novos mecanismos para criar redes de distribuição e incluir o gás de cozinha ‘para tentar baixar o valor no mercado mato-grossense’. Ele acrescentou que será “seguro” para quem reside em Cuiabá, por exemplo, fazer a conversão dos veículos para usar gás e haverá incentivos, através da Desenvolve MT. “Tanto as indústrias quanto os veículos haverá linhas de crédito, de financiamento para essas conversões e podem ficar tranquilo porque temos, agora, 10 anos de segurança de entrega de gás”.

O presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho e deputados estaduais acompanham o governador na solenidade com o presidente da Bolívia.

Só Notícias (foto: reprodução - atualizada 10:32h)