Política

Lula diz que não sabia do mensalão e que PT deve se explicar

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse ao “Fantástico”, da TV Globo, que o PT tem de apurar e explicar para a população as denúncias sobre o pagamento de “mensalão” e financiamento de campanhas eleitorais com recursos do caixa dois. Lula foi um dos fundadores do PT, partido que o levou à Presidência da República.

“Se o PT cometeu erros, o PT tem explicar para a sociedade brasileira que erros cometeu. O Tarso Genro [presidente do PT] tem esse compromisso de explicar onde errou, por que errou e como vai consertar aquilo que foi o erro”, disse ele.

Na entrevista, Lula disse que não se pode misturar a imagem de todo o PT com dirigentes partidários que eventualmente tenham cometido erros. “O PT tem na ética uma de suas marcas mais extraordinárias. E não é por causa do erro de um dirigente ou de outro que se pode dizer que o PT está envolvido em corrupção.”

Para o presidente, o possível financiamento de campanhas eleitorais com dinheiro de caixa dois é resultado do rápido crescimento do PT. “O PT foi vítima do seu crescimento. Em 20 anos chegamos à presidência, coisa que em outras partes do mundo se leva 80 anos ou 100 anos.”

Ele também descartou qualquer relação pessoal com as acusações de corrupção envolvendo o PT. “Já faz tempo que eu deixei de ser presidente do PT. Quando virei presidente da República, não participei mais das direções do PT, das reuniões do diretório do PT.”

As declarações do presidente Lula foram dadas na mesma semana em que o tesoureiro afastado do PT, Delúbio Soares, admitiu que o partido fazia caixa dois para financiar campanhas eleitorais tanto dos petistas como dos aliados do governo.

Delúbio confirmou também que o dinheiro do caixa dois era obtido por meio de empréstimos contraídos pelo publicitário Marcos Valério. Ele estimou em R$ 39 milhões o valor desses empréstimos –sem contar juros e correção monetária por atraso no pagamento.

Lula disse que a direção do PT ficou fragilizada porque muitos membros deixaram o partido para participar do governo.

Segundo Lula, o que o PT fez do “ponto de vista eleitoral é o que se faz no brasil sistematicamente”. no país.

No entanto, ele condenou a utilização desses recursos. “Eu acho que as pessoas não pensaram direito no que estavam fazendo.”

Lula condenou a mentira e disse que a verdade é a melhor alternativa para resolver os problemas. “Trabalhar com a verdade é muito melhor. A desgraça da mentira é que você ao contar a primeira você a passa a vida inteira contando mentiras para justificar a primeira [mentira] que você contou.”