Política

Ladeia e Jaconias são ouvidos por vereadores em Tangará

O prefeito Júlio Ladeia (PR) e o vice José Jaconias (PT), afastados do cargo após denúncia de improbidade administrativa, serão ouvidos na segunda-feira (18) pela Câmara de Vereadores de Tangará da Serra (a 210 km de Cuiabá). A série de depoimentos começou ontem.

Ladeia e Jaconias serão ouvidos a partir das 8h. Eles foram afastados por decisão do juiz Jamilson Haddad sob acusação de autorizar a contratação irregular e permitir renovação dos convênios com o instituto Idheas, o que foi detectado na operação Hygeia, da Polícia Federal.

Ontem, foram ouvidos os vereadores os vereadores Haroldo Lima, Celso Ferreira de Souza, Genilson Kezomae e Celso Vieira. Eles foram acionados pelo Ministério Público Estadual (MPE) porque, mesmo sob orientação contrária, votaram a favor da prorrogação dos contratos com argumento de que os serviços na área de saúde não poderiam ser paralisados.

Os depoimentos dos vereadores não tiveram os conteúdos revelados, já que uma ação corre em segredo também na Justiça Federal e poderão ter os dados usados no processo.

Com o afastamento de Ladeia e Jaconias, o município vem sendo administrado pelo presidente licenciado da Câmara Municipal, Miguel Romanhuk (DEM).

A defesa de Ladeia e Jaconias deverá recorrer ao Tribunal de Justiça (TJ/MT) para suspender o afastamento determinado pelo juiz Jamilson Haddad até que o processo seria julgado. Alegam não haver motivos para a medida, apesar da alegação de que poderiam prejudicar as investigações.