segunda-feira, 26/fevereiro/2024
PUBLICIDADE

Governo de MT mantém meta de reduzir 4% analfabetismo e destina mais R$ 16 milhões

PUBLICIDADE
Redação Só Notícias (foto: Só Notícias/arquivo - atualizada 09:22h em 12/02)

O governo de Mato Grosso mantém a meta de redução do analfabetismo no Estado para menos de 4% até o ano de 2025, índice recomendado como aceitável pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura. Esse compromisso está firmado na meta 9 do Plano Estadual de Educação, na lei 11.422. Segundo o IBGE, em 2019 Mato Grosso tinha cerca de 179 mil pessoas não alfabetizadas com idade acima de 15 anos. O secretário estadual de Educação, Alan Porto, desde que o governador Mauro Mendes assumiu a gestão, em 2019, a secretaria passou a priorizar a redução dos índices de analfabetismo, implementando políticas públicas para a alfabetização, tanto na idade certa quanto para jovens e adultos.

Na alfabetização de jovens e adultos, o projeto Mais MT Muxirum já alfabetizou 52 mil pessoas, o equivalente a 29% das 179 mil pessoas apontadas pelo IBGE. “São mato-grossenses que já conseguem ler e escrever, graças ao esforço dos coordenadores e alfabetizadores do Muxirum que atuam em mais de 127 municípios que aderiram ao programa. Para 2024, a perspectiva da Seduc é inscrever 18.516 pessoas no programa”, destacou Alan.

A meta é acelerar a diminuição do analfabetismo. “Estamos trabalhando para ampliar o Muxirum para todos os 142 municípios e já convocamos os prefeitos para que façam esta adesão”, disse. A Seduc está ampliando o número de alfabetizados e, ao mesmo tempo, aprimorando a sua a atuação no cumprimento das metas por meio do Mais MT Muxirum. “Os investimentos até 2023 somaram R$ 31,3 milhões. Para 2024, os recursos garantidos somam R$ 16,4 milhões”, declarou o secretário, acrescentando que o Muxirum é uma das ações da Política Educação de Jovens e Adultos – EJA, uma das 30 políticas educacionais do Plano EducAção 10 Anos, que objetiva colocar a rede estadual de ensino entre as redes públicas mais bem avaliadas no país até 2032.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Abertas vagas nos cursos de licenciatura em geografia e química da UFMT em Lucas

Começaram inscrições para o processo seletivo específico, que trata...

Deputados mato-grossenses reforçam ato com Bolsonaro em São Paulo

Os deputado federais Amalia Barros, José Medeiros, coronel Fernanda...
PUBLICIDADE