Política

Governo e prefeitura executam obra para ‘desafogar’ trânsito de caminhões no Médio Norte

A secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra) e a prefeitura de Nova Maringá (373 quilômetros ao Médio Norte de Cuiabá) estão executando a obra de pavimentação de 3,6 quilômetros do anel viário do município para ajudar desafogar o trânsito de veículos de cargas e máquinas pesadas do centro da cidade, que terão uma nova rota para circulação. A obra é realizada por meio de um convênio entre o Governo do Estado e a prefeitura, no valor de R$ 2,6 milhões. Desse montante, a Sinfra destinou R$ 1,4 milhão e o município deu uma contrapartida de R$ 1,2 milhão. A obra do anel viário é realizada diretamente pela prefeitura.

A construção do anel viário é uma demanda antiga dos moradores de Nova Maringá, que ficam expostos a riscos de graves acidentes com a circulação de carretas carregadas de produção agrícola, especialmente pela avenida Amos Bernardino Zanchet, principal via da cidade.

A pavimentação de 3,6 quilômetros é feita no trecho que compreende a frente do bairro Jardim Maira, contornando a região urbana do município e se encerrando na MT-160, pela antiga Colônia da Selva.

Para o secretário de Estado de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira, a construção do anel viário é mais um exemplo positivo da atual administração do Governo do Estado que, através da mútua cooperação com as prefeituras, executa mais obras em todo o Mato Grosso.

“Seguindo a determinação do governador Mauro Mendes, estamos conversando com as prefeituras e formalizando parcerias, o que mostra a credibilidade do governo e que o Fethab está sendo bem aplicado para trazer dignidade aos Municípios e proporcionar maior desenvolvimento”, afirmou.

Para o prefeito de Nova Maringá, João Braga Neto, o anel viário é muito importante para a cidade, não apenas para atender as necessidades dos moradores, mas para possibilitar infraestrutura logística para o escoamento da produção da região, que hoje tem cerca de 250 mil hectares de produção agrícola e estima plantar mais 100 mil hectares nos próximos anos.

“A MT-160 atravessa nossa cidade, bem na avenida central onde está a escola estadual. E por ali passa o peso de uma safra de 250 mil hectares de plantio, expondo nossas crianças a perigo constante de acidente. Um problema com o qual já convivemos há algumas décadas e é por isso que lutamos muito para que fosse feita a obra”, disse.

Ainda segundo o prefeito, a execução do anel viário só está sendo possível graças à sensibilidade da atual gestão do Governo do Estado, que entendeu a necessidade da realização da obra.  “Graças a Deus, o governador Mauro Mendes compreendeu o peso da nossa safra e da nossa responsabilidade. Agora esse anel viário abraça nossa cidade, a área de preservação permanente e abraça nossas crianças, em um abraço protetor, livrando-a dos perigos de acidente constante. Agradeço ao Governo do Estado pelo olhar sensível para nosso pedido”.

Redação Só Notícias (foto: assessoria)