Política

Governo do Estado fecha fevereiro no vermelho: R$ 118 milhões

O governo do Estado informou, há pouco, que fechou o mês de fevereiro com um déficit de R$ 118 milhões. A arrecadação foi de R$ 1,4 bilhão além do somatório de R$ 46,8 milhões que é o saldo da conta única em primeiro de fevereiro. Desse valor, o governo efetuou o pagamento dos salários dos servidores ativos no valor de R$ 298.300.799 e dos inativos no valor de R$ 224, 5 mil.

Somente com repasses obrigatórios aos poderes, referente ao duodécimo, o valor foi de R$ 207,1 mil. Conforme prevê a lei, ao Tribunal de Justiça foi destinada a quantia de R$ 92.715.264, para a Assembleia Legislativa o valor foi de R$ 40.291.684; ao Ministério Público R$ 34.216.166; para o Tribunal de Contas do Estado o valor foi de R$ 29.398.705 e para a Defensoria Pública o repasse foi de R$ 10.522.367.

Para as 141 prefeituras de Mato Grosso, no mês de fevereiro, o valor repassado foi de R$ 270.296.06. A Educação recebeu de recurso referente ao Fundeb a quantia de R$ 136.287.298, além de R$ 18.838.634 também de repasse obrigatório.

O governo informa que, para a Saúde, foi destinada a quantia de R$ 52.053.447 e para o custeio das secretarias de Estado o valor foi de R$ 132.275.596.

O Estado também fez o pagamento de dívidas bancárias na quantia de R$ 53.872.324. Além desses valores foi bloqueado judicialmente a quantia de R$ 6,5 milhões e para as contas especiais (Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal de Mato Grosso, Mato Grosso Saúde e MT Prev) foi repassado o valor de R$ 11.058.476.

Ainda cumprindo os repasses obrigatórios, o Estado repassou ao Fabov (Fundo de Apoio a Bovinocultura de Corte), Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária Animal e Vegetal), Cipem (Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso) e Detran a quantia de R$ 4.159.556, informa a assessoria.

O governo está pagando, pelo segundo mês, parcelado, os salários dos servidores. Esta semana, foi depositada a primeira parcela referente a fevereiro, para que recebem mensalmente até R$ 5,2 mil, que representa 75% da folha salarial. O total a  desembolsado nesta parcela foi de R$ 369,58 milhões. Quem ganha acima de R$ 5,2 mil vai receber em mais duas etapas. Amanhã sai parcela de R$ 2 mil, no total de R$ 40,28 milhões. Com isso será quitada 88,7% da folha do funcionalismo público. Dia 21 sai a última parcela e serão depositados R$ 61,55 milhões para os servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem acima de R$ 7,2 mil.

Só Notícias (foto: arquivo/assessoria)