Política

Governador de MT cobra embaixadores de 4 países a aumentarem investimentos para manter florestas em pé

O governador Mauro Mendes está reunido, em Brasília, com os embaixadores da Alemanha, Noruega, Reino Unido e França e governadores do Centro-Oeste para apresentar as ações já realizadas nos estados contra o desmatamento ilegal e as queimadas. A primeira reunião do dia foi com os embaixadores da Noruega (Nils Martin Gunneng), Reino Unido (Vijay Rangarajan) e Alemanha (Georg Witschel). Os embaixadores deixaram claro que o objetivo é saber de que forma eles podem colaborar com as ações. “Nós não queremos apenas preservar, mas também precisamos desenvolver a região. Temos muitos investimentos aqui. Queremos saber como podemos ajudar nesse desafio de preservar o meio ambiente, pois o Brasil é um parceiro chave”, disse o embaixador Nils Gumeng, da Noruega.

Mauro afirmou aos embaixadores que o Estado tem interesse em firmar parcerias diretamente com os países que eles representam etambém destacou as ações realizadas em Mato Grosso para combate as queimadas e a meta de desmatamento ilegal zero para os próximos anos. O governador relatou sobre o trabalho realizado para acelerar as análises do Cadastro Ambiental Rural e na aquisição de sistema de monitoramento em tempo integral, o Imagens Planet, em parceria com o banco alemão KFW.

O governador ainda questionou os embaixadores se eles pretendem aumentar os valores investidos nesse setor e também compensar os proprietários rurais para que eles também não desmatem as áreas permitidas. “Estamos trabalhando muito e com metas audaciosas para manter a floresta em pé. Mas, o mundo precisa nos ajudar a compensar isso”, destacou Mauro Mendes que esta tarde também se reunirá com o embaixador da França, Michel Miraillet.

Os países europeus também são fortes compradores de soja, milho, carne e demais produtos de Mato Grosso.

Ele expôs ainda que Mato Grosso tem feito um trabalho intenso para prevenir, fiscalizar e combater o desmatamento ilegal e os incêndios criminosos no Estado. Desde maio, as equipes de diversos órgãos (como a Sema e Sesp, por meio do Corpo de Bombeiros) tem atuado com ações preventivas, palestras orientativas e planejamento das ações em todas as regiões de Mato Grosso.

Para combater os incêndios, estão sendo usados 87 veículos, dois aviões, um helicóptero e 1.327 combatentes, se revezando entre 350 e 400 homens por dia. Também estão sendo deflagradas operações integradas de combate ao fogo e ao desmatamento ilegal. Também realizamos uma ação antecipada para evitar que as queimadas atinjam o nosso Pantanal.

Além disso, o monitoramento das queimadas e do desmatamento passou a ser feito quase que em tempo real com a aquisição da ferramenta Imagens Planet, que emite alertas ao Estado, indicando os locais exatos em que os eventos ocorrem a partir de 1 hectare de desmate.

O governo ainda prorrogou o prazo de proibição de queimadas na zona rural e suspendeu novas autorizações para desmate, decretando também situação de emergência, de modo a dar mais agilidade no combate a estes crimes.

Até o momento, durante o período proibitivo, já foram feitas 39 apreensões, oito conduções de infratores, 103 autos de infração e fiscalização de 104 pontos, com a autuação total de mais de 30,6 mil hectares. Foram aplicados mais de R$ 146 milhões em multas aos infratores.

Além de Mauro estão reunidos com os embaixadores os governadores do Amazonas, Amapá, Roraima, Pará, Rondônia, Acre, Maranhão e Tocantins, informa a secretaria de Comunicação.

Só Notícias (foto: assessoria)