Política

Formação dos blocos na Assembleia em Mato Grosso termina com apenas uma mudança

Além do bloco Resistência Democrática, liderado pela deputada Janaína Riva (MDB) e cuja reedição foi confirmada semana passada, os outros dois blocos de parlamentares da Assembleia Legislativa de Mato Grosso estão formados e com apenas uma diferença em relação ao que já existia no ano passado: o deputado Wilson Santos (PSDB), que passou a integrar a base aliada do governo recentemente, deixou de ser independente e tornou-se o 14º membro do grupo Assembleia Forte.

As composições foram publicadas no Diário Oficial e agora os deputados já podem fazer as indicações para a composição das 13 comissões permanentes existentes no Legislativo estadual, que devem começar a ter nova composição após o carnaval, no dia 3 de março, quando os parlamentares retornam do recesso.

O bloco parlamentar é uma espécie é um rearranjo dos partidos com assento na Assembleia Legislativa e tem, entre seus objetivos, a função dar representatividade proporcional aos partidos na formação das comissões. Desta forma, partidos que contam apenas com um parlamentar, por exemplo, podem ingressar em um bloco e ser indicado para compor comissões.

Embora o natural seja que os blocos se constituam por parlamentares de partidos que sigam ideologias políticas semelhantes, nada impede que partidos adversários componham o mesmo grupo, exemplo do bloco Resistência Democrática, formado por deputados do PT e do PSL, mas que têm como objetivo defender os interesses dos servidores públicos.

Também não quer dizer que os integrantes de um bloco votem em conjunto em todas as pautas. Ainda no grupo da Resistência Democrática, tem governistas convictos, a exemplo da líder Janaína Riva, e o maior opositor do governo, o deputado Lúdio Cabral (PT).

Na atual composição, o bloco Assembleia Forte tem em sua composição 14 parlamentares, de nove partidos diferentes, e todos são considerados governistas. O líder do bloco é o deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), que também é líder do governo no Parlamento estadual. O Resistência Democrática tem seis parlamentares de quatro partidos e liderança de Janaína Riva. E o bloco Parlamentares Unidos continua com quatro representantes e sendo liderado pelo deputado Dr. Eugênio (PSB).

Veja como ficou a formação dos três blocos parlamentares:

Bloco Assembleia Forte
Dilmar Dal Bosco (DEM) – líder, Carlos Avallone (PSDB), Dr. João Matos (MDB), Xuxu Dal Molin (PSC), Eduardo Botelho (DEM), Dr. Gimenez (PV), Ondanir Bortolini – Nininho (PSD), Paulo Araújo (PP), Romoaldo Júnior (MDB), Sebastião Rezende (PSC), Sílvio Favero (PSL), Thiago Silva (MDB), Ulysses Moraes (DC) e Wilson Santos (PSDB).

Bloco Resistência Democrática
Janaina Riva (MDB) – líder, Delegado Claudinei (PSL), Elizeu Nascimento (DC), João Batista (Pros), Lúdio Cabral (PT) e Valdir Barranco (PT).

Bloco Parlamentar Unidos
Dr. Eugênio (PSB) – líder, Faissal Calil (PV), Max Russi (PSB) e Valmir Moretto (Republicanos).

Só Notícias/Marco Stamm, de Cuiabá (foto: Ronaldo Mazza/arquivo)