Política

Fávaro não confirma se será candidato a vice de Taques mas diz que PSD será protagonista nas eleições

O vice-governador e presidente do Partido Social Democrático (PSD), Carlos Fávaro, disse que ainda não é momento de definir posições relacionadas a sua possível candidatura ao governo do Estado. Ele não confirmou se está fechada a articulação para que seja candidato a vice de Pedro Taques (PSDB), reeditando a chapa que ganhou a eleição passada ao governo. No entanto, confirmou que o partido será o protagonista nas eleições, estará na composição majoritária e ressaltou o crescimento da sigla em Mato Grosso nos últimos anos.

“O PSD é um grande partido no Estado. Temos a maior bancada da Assembleia Legislativa com seis deputados estaduais, 26 prefeitos, 21 vice-prefeitos e quase 200 vereadores. É o partido que será decisivo nas eleições 2018. Nós certamente ocuparemos uma vaga na majoritária. Estamos percorrendo o interior e à noite fazemos reuniões com a base. Queremos ouvir e traçar o rumo do partido para as eleições. Nós entendemos que há um momento de acomodação. É normal e está ocorrendo em todo o Brasil, mas o PSD será o protagonista nestas eleições. O partido tem suas opções, mas ainda não é o momento de tomar posições”, disse, em Sinop, na sexta, onde se reuniu com a prefeita Rosana Martinelli (PR) para tratar do programa Internet para Todos.

Alguns líderes do PSD defendem candidatura própria de Favaro ao governo estadual, mas o vice-governador não cogita, publicamente, que poderá disputar o governo.

Há cerca de duas semanas, Favaro almoçou com o governador Pedro Taques e a cúpula tucana, além do ex-senador Jayme Campos, principal líder do DEM, onde foi manifestado que Taques vai a reeleição e quer Favaro como vice.