quinta-feira, 30/maio/2024
PUBLICIDADE

Estado prepara pacote para conter gastos

PUBLICIDADE

O governo do Estado prepara um pacote de medidas e ações para reverter o quadro deficitário e que coloca em risco o equilíbrio das finanças públicas, exigência precípua do Programa de Ajuste Fiscal (PAF) da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) que autorizou o Tesouro Estadual a contrair empréstimos de até R$ 2,9 bilhões, recursos estes que têm sido dirigidos às obras públicas e às obras a Copa do Mundo de 2014.

A ordem é arrochar ainda mais o gasto público. Serão leis e decretos que o governador Silval Barbosa (PMDB) espera
que a equipe econômica do governo do Estado apresente nos próximos dias para serem colocados em prática. As informações estão sendo coletadas nas próprias secretarias de Estado e órgãos públicos que informarão as prioridades e o que pode ou não ser cortado neste exercício onde a meta de economia é da ordem de R$ 1 bilhão, ou pouco menos de 10% do total que será arrecadado neste ano caso se confirme a previsão de R$ 13 bilhões de receitas para 2012.

“Já não há mais carne para ser cortada. O governo terá que cortar no osso para reequilibrar suas finanças”, disse o líder do governo, Romoaldo Júnior, confirmando como medidas a redução drástica no custeio da máquina, demissão de servidores, principalmente os contratados e terceirizados e a definição das prioridades, pois tudo que se pede ao Estado tem um custo a ser comprometido e nem tudo será possível realizar.

 

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Nova Mutum: investimentos em saúde chegam a 30% da arrecadação municipal

O investimento de recursos municipais na saúde foi de...

Guarantã investe R$ 444 mil na compra de mais uma ambulância

A prefeitura de Guarantã do Norte (230 quilômetros de...

Potencial do setor florestal de Mato Grosso é divulgado em feira na França

A comitiva mato-grossense que representa 523 indústrias associadas ao...
PUBLICIDADE