Política

Deputado mato-grossense critica CPI da Covid no Senado: “presepada” e “circo”

O deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) afirmou que a investigação da CPI da Covid, no Senado, “é uma perda de tempo, por conta dos políticos que apuram os fatos terem histórico de corrupção e buscarem atribuir toda a responsabilidade da crise sanitária, que causou a morte de vítimas pela doença (Covid) ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido)”. Ele atacou o relatório final da Comissão Parlamentar de Inquérito feito pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL).

“Essa é a mais nova presepada dessa CPI da Covid-19 para imputar crimes ao presidente Bolsonaro durante a pandemia. Enquanto acontece esse circo no Senado Federal, que só atrapalha os avanços do Brasil, o governo federal segue atuando e investindo em todas as áreas”, defende o parlamentar.

Delegado Claudinei defende que a CPI seja denominada de  “CPI dos Caras de Pau” por haver, em sua composição, políticos que se envolveram com crimes e que os mesmos deveriam ter tido os mandatos cassados ou condenados por órgão colegiado. Afirmou ainda que se não houvessem falhas no sistema processual penal, a falta da aplicação de prisão em 2° instância e a existência de uma lei séria de ficha suja, esses integrantes dessa CPI já estariam presos há muito tempo.

“Esse circo da CPI dos Caras de Pau tem integrantes no Congresso Nacional que já eram para estar presos e inelegíveis e não presidindo ou sendo relator nessa CPI que busca desmoralizar o nosso presidente e os seus ministérios”, declarou o deputado.

O relatório final da CPI atribuiu nove crimes ao presidente Bolsonaro e pediu o indiciamento de mais 68, entre pessoas físicas e jurídicas. É prevista a votação final, no final desse mês, no Senado.

 

Só Notícias (foto: JL Siqueira/arquivo)