segunda-feira, 27/maio/2024
PUBLICIDADE

Deputado defende criação de bloco independente na Assembleia

PUBLICIDADE

Ação que acabou desarticulada pelo próprio governador Silval Barbosa (PMDB) e pelos deputados da base aliada em 2012, a formação de um bloco independente na Assembleia Legislativa com 10 deputados voltou a ser discutida e está em vias de se tornar realidade.

O líder do PSD e presidente da Comissão de Constituição, Justiça e Redação, Walter Rabello, confirmou que pelo menos outros 11 deputados estaduais debateram nos últimos dias do recesso a possibilidade da formalização do bloco parlamentar que seria independente na tomada de decisão, deixando que a pressão dos partidos aliados ou não ficasse a cargo da administração das agremiações sem influenciar na questão legislativa.

"Precisamos adotar postura mais independente em relação a alguns questionamentos que acontecem no Parlamento Estadual", disse Walter Rabello (PSD) negando que a formalização do Bloco Independente seja para pressionar ou para se posicionar contra o Governo Silval Barbosa.

Walter Rabello lembrou que os entendimentos entre os 12 deputados estão avançados e tendem a se tornar realidade nos próximos 30 dias e elencou os problemas na área da saúde e do transporte via Fethab como precursores da necessidade de se discutir com mais profundidade a tomada de decisão. "Eu mesmo revi meu conceito a favor das OSS para a Saúde, quando vi o secretário Mauri Rodrigues de Lima declarar que não sabe quanto é gasto com as OSS e como se presta contas disto", exemplificou o parlamentar estadual de segundo mandato.

Entre os nomes de oposição ao governo Silval Barbosa que já teriam manifestado interesse no passado em formalizar o Bloco Independente como Guilherme Maluf (PSDB), Luciane Bezerra (PSB) e Zeca Viana (PDT), Walter Rabello acredita que a maioria dos deputados do PSD deverão compor o bloco, seguidos pelos dois deputados do PP, Ezequiel Fonseca e Antônio Azambuja que já declararam estar contra a atual política de saúde pública.

"Pertencer ao bloco independente não quer dizer fazer oposição ao governo e sim defender os interesse de Mato Grosso e da população que se recente da falta de políticas públicas como a saúde pública e de estradas em todo o Estado", disse Walter Rabello convicto de que a formalização é uma questão de tempo.

COMPARTILHE:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Mais notícias
Relacionadas

Sinop: prefeito confirma retomada do programa Arranca Safra

As melhorias nas estradas vicinais, através do programa Arranca...

Prefeito inaugura dia 7 uma das maiores escolas em Nova Mutum

O prefeito de Nova Mutum, Leandro Felix, confirmou que...

Aprovada concessão para construção de estacionamento exclusivo para caminhões em Lucas

A câmara de vereadores aprovou, esta manhã, por unanimidade,...

Secretaria em Sinop estabelece prazo de um mês para regularização de catadores

O secretário municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável...
PUBLICIDADE