Política

Deputado de Mato Grosso segue tratando sequelas da covid e não tem previsão de alta

O deputado estadual Valdir Barranco (PT) ainda não tem previsão de alta do hospital, onde está internado há mais de 70 dias, após ser infectado pelo coronavírus. A assessoria divulgou, nesta segunda-feira, um novo boletim médico, o qual apontou que o parlamentar segue tratando as sequelas deixadas pela covid-19. 

“Seu quadro clínico continua como melhora progressiva. A fisioterapia respiratória e motora diária visam seu fortalecimento necessário antes da alta hospitalar. Passa boa parte do dia sentado, retomando o acompanhamento dos acontecimentos que impactam o cotidiano de todas as pessoas”, consta no boletim divulgado pela assessoria. 

Na semana passada, Barranco conseguiu caminhar pela primeira vez, desde que foi internado. O parlamentar caminhou cerca de 40 passos, com apoio de um andador, no hospital onde está internado, em São Paulo (SP). 

No último dia 8, o parlamentar havia recebido alta da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), onde ficou por mais de 30 dias.  No entanto, no dia 14, precisou ser levado para um leito semi-intensivo “para melhor monitoramento da capacidade respiratória”. Quatro dias depois, passou por avaliação neurológica com “resultado muito positivo”, segundo a assessoria.

No dia 23, quando foi novamente transferido para a enfermaria, o deputado publicou uma foto nas redes sociais e mostrou que já consegue ficar em pé. A assessoria informou, naquela ocasião, que Barranco não apresenta quadro de febre há vários dias.

Só Notícias/Herbert de Souza (foto: assessoria)